Notícias
NOTÍCIAS DO SETOR

Estudo da UNCTAD aponta futuras tendências no transporte marítimo

Data:
Fonte:

A Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) publicou, nesta quinta-feira (12/11), a edição 2020 do estudo “Review of Maritime Transport” (Revisão do Transporte Marítimo).

A análise aponta que a pandemia da COVID-19 evidenciou a interdependência das nações e colocou em marcha tendências que mudarão a prática atual do transporte marítimo. Impactos a longo prazo resultarão mudanças nas cadeias de suprimento e de novos padrões de consumo. O setor também terá que lidar com os efeitos de políticas de comércio protecionistas e isolacionistas.

No início do ano de 2020, a frota marítima no mundo era composta por 98.140 embarcações comerciais, com peso bruto de 100 toneladas ou mais, e com capacidade de transportar 2,06 bilhões de toneladas. Durante o ano anterior, 2019, essa frota cresceu 4,1% em relação ao ano anterior. A frota para o transporte de gás foi a que mais cresceu, seguida da frota de navios petroleiros, dos graneleiros e de contêineres.

O tamanho médio dos navios para o transporte de contêineres, em termos de capacidade, cresceu 10,9%. Atualmente, os navios porta-contêineres são tão grandes quanto os maiores navios petroleiros e maiores que os navios graneleiros e de cruzeiros. O estudo aponta, no entanto, que o aumento de tamanho dos navios porta-contêineres provavelmente atingiu o seu pico, devido limitações da infraestrutura de estaleiros, portos e canais.

O estudo também aponta um aumento significativo do uso de documentação em formato eletrônico no comércio marítimo, demonstrando esforços para acelerar o uso de novas tecnologias digitais. Além disso, as Associações de setor privado estão trabalhando para promover o uso de versões eletrônicas de conhecimento de transporte marítimo negociável e aumentar a sua aceitação por autoridades de governo, bancos e seguradoras.

Tendo como pano de fundo um fraco desempenho do setor no ano de 2019, as perspectivas de curto prazo para o ano de 2020 no comércio internacional e do transporte marítimo são sombrias, segundo a UNCTAD. A crise sanitária internacional causada pela pandemia da COVID-19 afetou significativamente as previsões e, tendo em vista as incertezas ainda existentes, estima-se que o volume de comércio internacional transportado por via marítima irá diminuir 4,1%. No entanto, a mesma Conferência projeta que, para o ano de 2021, o setor de transporte marítimo irá se recuperar e crescer 4,8%

O gráfico abaixo demonstra o desempenho do transporte marítimo internacional e o do produto bruto global até o presente. A redução do transporte marítimo internacional observada nos últimos 3 anos só encontra precedente no período imediatamente após a crise financeira e econômica internacional de 2008-2009.

 

Para ler o estudo da UNCTAD na íntegra, acesse: https://unctad.org/system/files/official-document/rmt2020_en.pdf
 


Retornar à lista de notícias