Notícias
NOTÍCIAS DO SETOR

Presidente da Frenlogi defende participação de laboratórios veterinários na produção de vacinas contra Covid-19

Data:
Fonte:

A indústria quer ajudar, só falta o governo deixar”, afirmou o senador Wellington Fagundes

A comissão do Senado que monitora as ações de combate à pandemia está fazendo a interlocução com o Governo Federal para que grandes laboratórios de produção de imunizantes de uso animal possam passar a produzir vacinas contra a covid-19. A ideia é adaptar e aproveitar as estruturas que já existem no país.

“Temos um parque industrial com condições de produzir a vacina, que pode neste momento da pandemia salvar o Brasil. Temos as condições de produzir a vacina. A indústria quer ajudar, só falta o governo deixar”, afirmou o relator do colegiado e presidente da Frenlogi, senador Wellington Fagundes (PL-MT).

O vice-presidente do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan), Emílio Salani, confirmou que negocia com o governo a possibilidade de produção de vacinas inativadas contra a covid-19 nas plantas industriais de imunizantes voltados à saúde animal. São três plantas com nível de biossegurança máxima.

Wellington Fagundes disse que o governo do presidente Jair Bolsonaro já foi informado que as maiores empresas filiadas ao Sindan estão dispostas a converter temporariamente suas plantas para a produção de vacina contra a covid-19.

É necessária a união de governos, empresários, políticos e de toda a sociedade para vencer a pandemia. A Frenlogi defende a participação de laboratórios veterinários para auxiliar na produção de vacinas que combatam o novo coronavírus – respeitando todos os protocolos de saúde e biossegurança. Todas as infraestruturas disponíveis no Brasil precisam ser utilizadas. É primordial aumentar o estoque de imunizantes disponíveis no Brasil para vacinar a população o mais rápido possível e salvar vidas.

Fonte: Valor Econômico


Retornar à lista de notícias