Notícias
NOTÍCIAS DO SETOR

Movimentação portuária cresceu 10,5% no 1º trimestre, diz ANTAQ

Data:
Fonte:

As instalações portuárias brasileiras (portos públicos e portos privados) movimentaram 278,6 milhões de toneladas de cargas no primeiro trimestre de 2021, o que representou crescimento de 10,5% em comparação com igual período do ano passado, quando foram operados 252,2 milhões de toneladas.

Neste primeiro trimestre, foram embarcados (exportações) nas instalações portuárias brasileiras 148 milhões de toneladas, representando crescimento de 9,3% em comparação com igual período do ano passado. Já as operações de desembarque (importações) somaram 42 milhões de toneladas, registrando crescimento de 17,5% em relação ao período janeiro/março de 2020.

Os portos públicos foram responsáveis por 33,5% (93,3 milhões de toneladas) da movimentação total, e os portos privados por 66,5% (185,3 milhões de toneladas). Os dados são do Estatístico Aquaviário, produzido pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários – ANTAQ, e, além da movimentação e do transporte de cargas no conjunto das instalações portuárias brasileiras pelas navegações de longo curso, cabotagem, apoio marítimo, apoio portuário e navegação interior, traz ainda informações sobre frota, afretamento e atracações de embarcações, entre outros indicadores.

As instalações que mais movimentaram no período foram o Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, que operou 41,3 milhões de toneladas, registrando crescimento de 5,9% em comparação com o primeiro trimestre de 2020; e o Porto de Santos, cuja movimentação atingiu 27,3 milhões de toneladas (+10,79%).

Considerando a movimentação por perfil de carga, todas as modalidades registraram crescimento neste primeiro trimestre em relação à igual período do ano passado. Foram movimentados 31 milhões de toneladas de carga conteinerizada (+10,5%), o que significou 2,978 milhões de toneladas a mais do que no primeiro trimestre de 2020; 155,4 milhões de toneladas de granéis sólidos (+8,9%); 77,6 milhões de toneladas de granéis líquidos e gasosos (+13,9%); e 14,1 milhões de toneladas de carga geral (+11%).

Entre as mercadorias que apresentaram maior crescimento no primeiro trimestre deste ano na comparação com igual período de 2020, destaque para Petróleo e Derivados, com a operação de 69,8 milhões de toneladas (+13,7%); minério de ferro, com a movimentação de 81,6 milhões de toneladas, crescimento de 15,9%; e contêineres com 31,4 milhões de toneladas (+10,5%).

Os portos de Santos/SP, com 9,4 milhões de toneladas movimentadas, Paranaguá/PR (2,6 milhões de toneladas) e Rio Grande/RS (1,8 milhão de toneladas) foram os que mais operaram contêineres entre os portos públicos no primeiro trimestre de 2021, enquanto o TUP Portonave, com 3 milhões de toneladas movimentadas e crescimento de 55% em relação a igual período do ano passado, foi o principal destaque entre os portos privados.

Navegação

A movimentação de cargas pelo longo curso cresceu 11%, atingindo 190 milhões de toneladas, e pela cabotagem 11,9%, totalizando 71,7 milhões de toneladas no período. Já na navegação interior, houve uma leve queda (-0,28%).

AS operações de contêineres cresceram nas três navegações neste trimestre em comparação ao primeiro trimestre de 2020: no longo curso cresceu 10,2%, totalizando 22,3 milhões de toneladas; na cabotagem +9,3% (8,7 milhões de toneladas); e na navegação interior +37,4% (328 mil toneladas).

Clique aqui para acessar o Estatístico Aquaviário da ANTAQ com os números do 1º trimestre de 2021..


Retornar à lista de notícias