Notícias
NOTÍCIAS DO SETOR

No Dia Mundial do Meio Ambiente, associadas da ABTP falam sobre inciativas que realizam em suas empresas

Data:
Fonte:

A preservação do Meio Ambiente é fundamental para o futuro do planeta e das próximas gerações. E praticar ações ambientalmente sustentáveis é de responsabilidade de todos. Para as associadas da Associação Brasileira dos Terminais Portuários (ABTP) o cuidado com o Meio Ambiente faz parte da filosofia e da rotina diária de suas empresas.

Conscientes do seu papel, desenvolvem diversas ações voltadas à sustentabilidade, preservação do Meio Ambiente e à melhoria da qualidade de vida das comunidades. São projetos voltados para o gerenciamento de resíduos, reuso da água, energia renovável, reflorestamento, educação ambiental. Além disso, as empresas também investem em tecnologia de ponta visando à redução de riscos à natureza e à saúde da população.

Em homenagem ao Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no dia 5 de junho, reunimos exemplos de ações voltadas à sustentabilidade promovidas por seis associadas da ABTP. Veja abaixo algumas das iniciativas:

Cargill

A Cargill tem como parte de sua estratégia de Sustentabilidade atuar com respeito e cuidado com Meio Ambiente, assim como com as comunidades onde está inserida. E essa estratégia rendeu à Estação de Transbordo de Carga (ETC) da empresa, em Miritituba, no estado do Pará, a certificação LEED - Leadeship in Energy and Environment Design (em português Liderança em Energia e Design Ambiental).

O certificado foi concedido pelo United States Green Building Council (USGBC). O terminal foi o primeiro da América Latina a receber essa certificação, que atesta a sustentabilidade das operações da ETC. A certificação incentiva que obras de edificações obedeçam a critérios de construção verde.

Para conquistar o LEED, além de alterações estruturais, a Cargill precisou criar novas políticas em suas operações e comprovar que consome menos energia que unidades com área e movimentação semelhantes. A instalação foi avaliada nos quesitos sustentabilidade de localização, transporte, eficiência no uso da água e inovação de processos.

A Cargill realiza ainda diversas ações socioambientais. Uma delas é a criação das zonas de reflorestamento onde se localiza a ETC. O projeto contribui para a preservação de áreas verdes e a conscientização da população sobre a importância de proteger a mata nativa.

Sebetiba Tecon

O Sepetiba Tecon pauta suas operações nas melhores práticas ambientais e de segurança. Localizada no Porto de Itaguaí, no município do Rio de Janeiro, a empresa conta com uma equipe dedicada à gestão, controle e monitoramento dos impactos socioambientais. Entre os programas desenvolvidos pelo terminal, estão o monitoramento de efluentes, qualidade da água, acompanhamento da fauna marinha, qualidade atmosférica, entre outros.

O gerente de sustentabilidade da empresa, José Alcides da Silva, ressalta ainda que o sistema de gestão ambiental do terminal é certificado pela ISO 14.001/15. Neste ano, essa certificação passará por uma auditoria. Tendo isso como foco, a empresa iniciou estudos para analisar a viabilidade de captação de energia solar para o abastecimento do prédio administrativo e iluminação externa.

Ultracargo

Ciente da sua responsabilidade e potencial de contribuição para o avanço das melhores práticas de ESG (Environmental, Social and Governance), a Ultracargo vem trilhando uma trajetória para seguir com esse compromisso de forma ainda mais estruturada.

Para direcionar a agenda de sustentabilidade para os próximos anos, a empresa definiu a sua Matriz de Materialidade, composta por temas prioritários para a companhia. A estratégia também compreende um olhar atento às necessidades das comunidades do entorno das operações da empresa.

Um exemplo de ação adotada pela empresa, neste sentido, é o uso de energia limpa. Os terminais do Itaqui, Suape, Aratu e parte do terminal de Santos migraram para o mercado livre de energia, ou seja, passaram a ser abastecidos com energia renovável de pequenas hidrelétricas e usinas eólicas, solares e de biomassa no final de 2020 e início de 2021.

A migração visa contribuir com uma matriz energética mais limpa e sustentável, além de trazer redução de custos e eficiência energética para os terminais.

Em poucos meses, a companhia já reduziu suas emissões em mais de 58,83 t/CO2e. Essa redução na emissão de gases causadores do efeito estufa equivale ao plantio de 398 árvores, em 30 anos.

A Ultracargo está estruturando também um plano estratégico de sustentabilidade que trará iniciativas, metas e indicadores para os próximos ano.

Hidrovias do Brasil

A responsabilidade socioambiental, o respeito à diversidade e o investimento em novas tecnologias fazem parte da cultura da empresa de soluções logísticas integradas, Hidrovias do Brasil.

Seguindo essa linha de alinhar tecnologia à sustentabilidade, em julho do ano que vem a empresa já deverá contar com duas unidades de empurradores de manobra totalmente elétricos em sua frota.

A construção do modelo inovador, fruto de uma parceria assinada neste ano com um estaleiro brasileiro, trará um importante impacto sustentável para o modal de transporte hidroviário.

Com a nova tecnologia, haverá uma importante redução na emissão de gases poluentes na atmosfera ao substituir a propulsão convencional à diesel marítimo pela geração híbrida com baterias elétricas, sem perder eficiência e com possibilidade de aproveitamento de energia elétrica renovável.

Com o funcionamento desses modelos de empurradores, a atmosfera deixará de receber, por ano, até 2.168 toneladas de CO2 (gás carbônico), o equivalente ao consumo de 472 automóveis.

Super Terminais

A valorização do Meio Ambiente também é uma prática da empresa Super Terminais, que tem atuação na região Amazônia. A prova disso foi o prêmio de primeira colocada, em 2020, no ranking dos Terminais de Uso Privado (TUPs), que mede o Índice de Desenvolvimento Ambiental (IDA), promovido pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).

Para o gerente operacional e coordenador do Núcleo Ambiental da Super Terminais, Joabe de França Barros, a posição no ranking representa a seriedade com que a questão ambiental vem sendo tratada pela empresa. “Estamos procurando sempre melhorias constantes, usando todas as ferramentas possíveis para manter as certificações. Somos muito rigorosos com isso”, destacou Barros.

O terminal promove diversos projetos voltados para gestão ambiental e empresa também realiza ações de educação ambiental entre colaboradores, terceirizados, parceiros, prestadores de serviços, entre outros.

Cutrale

A Cutrale, empresa cultiva e processa laranja e fabrica suco de laranja e distribui em vários países, possui ao longo de sua cadeia de valor diversas iniciativas e boas práticas visando preservar o Meio Ambiente.

Dentre as diversas iniciativas, uma delas chama atenção. A empresa foi pioneira ao instalar painéis para geração de energia solar como cobertura do estacionamento de carros de funcionários.

Além de proteger os veículos dos funcionários do calor e das intempéries, os painéis solares podem gerar energia renovável para uso nas instalações industriais da empresa.

A Cutrale possui certificações internacionais como ISO14001, Rainforest Alliance, Global Gap e outras que demonstram o compromisso da empresa com a preservação da biodiversidade, as boas práticas agrícolas, o uso racional da água, a economia de baixo carbono e a economia circular.


Retornar à lista de notícias